Premiações

Uma equipe do DEMSUR esteve presente, no dia 10 de Dezembro de 2008, no evento 7º Prêmio Furnas Ouro Azul. A solenidade aconteceu no Imperador Recepções e Eventos na Av. do Contorno, cidade de Belo Horizonte/MG tendo o DEMSUR ficado classificado em 1º lugar na Categoria Empresa Pública e sendo premiado com Troféu e certificado. O Projeto Ouro Azul consiste em divulgar a importância da utilização adequada da água pela população no Brasil, assim como a recuperação e conservação de recursos hídricos estaduais de Minas Gerais, do Distrito Federal e do Rio de Janeiro especificamente. Tudo isso em benefício de um bem maior, ou seja, da abertura à discussão sobre o uso da água e da divulgação daqueles que vêm sendo responsáveis pela sua preservação no meio ambiente.

Outro prêmio recebido pela autarquia, foi referente ao projeto “Tratamento de esgoto do Município de Muriaé” onde foi demonstrado todo o histórico do tratamento de esgoto da cidade até os resultados positivos obtidos, tanto a nível nacional (sendo a ETE José Cirilo/São Joaquim a 1ª no Brasil a cumprir com todas as metas exigidas pelo PRODES – Programa de Despoluição de Bacias Hidrográficas da Agência Nacional de Águas – ANA) como a nível Municipal (presença de alevinos em córregos).

Estiveram presentes para receber a premiação a Diretora Geral do DEMSUR, Sra. Maria Aparecida Muruci Monteiro, o Prefeito de Muriaé, Sr. José Braz, o Deputado Estadual de Minas Gerais, Sr. Bráulio Braz, além dos servidores da Autarquia, Sr. José Luciano Frutuoso Braga, Engenheiro Civil, Sr. Gilberto Villas Campbell, Engenheiro Químico, Sr. José Paulo da Silva, Coordenador da Divisão de Esgotos, Sr. Silvano Andrade de Oliveira, Coordenador da Divisão de Águas e Sr.Valdecir Batista da Silva, Encarregado de Drenagem Pluvial.

O Projeto “Tratamento de Esgoto da cidade de Muriaé” foi idealizado pelo DEMSUR através de um projeto-piloto no Distrito de Vermelho, em 1999, com a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto – ETE/Vermelho. Com o sucesso do projeto, em 2004 foi elaborado um Estudo de Concepção de Esgotamento Sanitário com alternativa de tratamento o sistema descentralizado. O projeto objetivou a construção de 03 ETE’s na cidade de Muriaé, pelo processo anaeróbio e em nível secundário, e 01 ETE (Principal) com a adoção de um Sistema UASB. Utilizaram como forma financiadora do projeto, recursos próprios da Autarquia e recursos financeiros oriundos da cobrança pelo uso dos recursos hídricos da Bacia do Rio Paraíba do Sul, que tem o Rio Muriaé como um de seus afluentes. A estratégia adotada foi formar equipes multidisciplinares para a construção das ETE’s, elaboração e distribuição de folders nas regiões de cada ETE, apresentação de palestras, conversa informal com as comunidades no sentido de conscientizar sobre a importância da preservação ambiental e elaboração de relatórios técnicos. Como forma de reconhecimento o DEMSUR recebeu certificação da ANA por ser o 1º município do Brasil a cumprir todas as metas exigidas pelo PRODES.